Março 20, 2021

7 tráfegos que pode aumentar suas conversões.

Por Walter Berg
Eu imagino que você esteja lutando para chamar a atenção para suas ofertas de afiliado, certo? Para fazer isso, você precisa se certificar de que aborda as pessoas por meio das fontes de tráfego certas. Hoje, vamos explicar quais são as fontes de tráfego que webmasters 🔧e compradores de mídia 💰podem usar para aumentar suas conversões.
Vamos adiantando esse conteúdo porque eu já presumo que você já deve saber o que e trafego em sites e blogs. Uma breve de descrição é, que no mundo digital, tráfego se refere à movimentação de usuários que navegam entre páginas.
E sem mais delongas, vamos ao que interessa.
Partimos para o nosso primeiro tópico:

#1 Publicidade contextual💰

Se você tem um orçamento para gastar, opte por anúncios do Google / Yahoo / Bing. O tráfego pago é mais previsível, rápido e escalonável.Observe que você pode usar a pesquisa e exibir publicidade contextual promovendo apenas seus próprios sites. Você pode criar sua própria página útil e personalizada com análises de corretoras e tabelas de comparação e promovê-la usando publicidade paga.

#2 Seu próprio site 🔧

Um site é uma vitrine digital para seus links de afiliados. Leva tempo para ser desenvolvido, mas compensa com um belo tráfego orgânico, caso seu site forneça conteúdo relevante.

#3 Hubs globais e locais🔧💰

Para muitas pessoas no mundo, YouTube, Facebook, Telegram, TikTok e outras mídias sociais são a Internet. Concentre-se em promover seu conteúdo nas mídias on-line mais populares na região que você está segmentando.Alguns países dão mais crédito às suas plataformas locais: por exemplo, Weibo na China, Line na Tailândia e Naver na Coreia do Sul. Transfira seu esforço de afiliado para plataformas locais, se elas forem importantes em sua região.

#4 SEO🔧

Se você consegue fazer com que os mecanismos de pesquisa o amem, você está em um bom lugar. Você pode desenvolver sua rede de SEO e gerar tráfego automaticamente pelos próximos anos, sem gastar mais dinheiro com isso.

#5 Redes de anúncios para dispositivos móveis e web💰

Redes de anúncios são intermediários entre anunciantes e editores. Existem muitas por aí, mas não recomendamos nenhuma específica. Cada afiliado pode ter resultados diferentes, mesmo dentro da mesma rede e com o mesmo orçamento e configurações de segmentação. Espie os fóruns de afiliados e anunciantes para encontrar guias para certas redes.O segredo do sucesso é a experimentação permanente. Teste diferentes fontes e diversifique. É assim que você se certificará que suas conversões continuarão crescendo!

#6 O que é tráfego qualificado?

Paulo adorava livros de fantasia desde a infância.
Recentemente ele finalmente conseguiu inaugurar a sua própria livraria virtual.
No entanto, ele precisava de clientes.
E, para isso, recorreu ao marketing digital.
Para gerar vendas, ele investiu grande parte do dinheiro em links patrocinados no Facebook.
Passado um tempo, ele não obteve o retorno esperado.
Você sabe o que pode ter acontecido?
A verdade é que, como iniciante, Paulo não atraiu tráfego qualificado.
Quando o tráfego é genérico, abrange um grande número de pessoas, o que não é uma boa ideia no ambiente digital.
Para isso, é preciso segmentar.
O primeiro passo para tal é traçar o perfil ideal do seu cliente.
No mundo do marketing, damos o nome de persona a esse conceito.
A partir disso, você será capaz de compreender as necessidades e desejos da sua audiência, e não mais atingirá qualquer internauta.
Diferentes estratégias segmentam de maneiras específicas.
Nos links patrocinados, por exemplo, você pode filtrar as suas campanhas somente para determinadas regiões, perfis comportamentais, idade, sexo ou outras variáveis.
Já no marketing de conteúdo, a melhor saída é produzir conteúdos específicos para a sua persona.
No caso de Paulo, seria uma boa ideia criar artigos com os títulos “Os melhores livros infantis para ler em 2019” ou “Top 15 livros de fantasia nacional”.
Esse é o conceito de palavras-chave, que atrai pessoas que realmente se interessam pelo que você vende.
Já no e-mail marketing, as informações são internas.
Então, você pode qualificar o público observando os padrões de comportamento e definindo o nível de interesse dos usuários.
Por exemplo, se um internauta abre muitas das mensagens e clica em vários links, isso significa que ele está engajado.
Portanto, está apto a receber conteúdos com maior frequência, gerando mais tráfego qualificado.
Percebeu como funciona?
A internet apresenta várias soluções para segmentar e qualificar o público.
Sabendo utilizá-las, você certamente se destacará perante a concorrência.

#7 Tráfego de referência

Você já pediu uma indicação para um amigo na hora de contratar um produto ou serviço?

Eu imagino que sim.

Quanto mais confiável a pessoa, mais inclinado a fechar o negócio você fica, certo?

Bom, esses conceitos também são utilizados na web.

No entanto, as referências são inseridas em formato de links.

Você já deve ter percebido, ao ler um texto, que vários links clicáveis são inseridos em meio ao conteúdo.

Eles representam o tráfego de referência, uma maneira de “citar” outra página e permitir que o usuário navegue até ela através do clique.

Quando uma página referencia outra, ela está repassando autoridade.

Ou seja, dizendo ao Google e outros dispositivos de pesquisa que aquele conteúdo é relevante.

Os profissionais de SEO chamam esses links que levam para as páginas de um site ou blog de backlinks.

No entanto, há outro conceito interessante.

Quando você insere links para páginas externas em seu próprio conteúdo, gosto de chamar de links de saída.

Por outro lado, ao receber links páginas externas para as próprias, podemos nomear links de entrada.

O tráfego de referência é muito valioso não apenas por trazer usuários, mas também por dizer aos robôs do Google que suas páginas são úteis.

De maneira idêntica à analogia do amigo, quanto mais confiável e relevante o site, maior a força de seus links de entrada.

Gostou do conteúdo? deixa sua opinião nos comentários.